sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Brasil, uma sociedade cheia de preconceitos.

Homofobia

 Homofobia é uma séries de atitudes e sentimentos negativos em relação a pessoas homossexuais, bissexuais e, em alguns casos, contra transgênicos.
A homofobia é como o racismo e outras formas de preconceito que tratam pessoas com muita desumanidade e descriminação. Ninguém tem o direito de tratar as pessoas com menos valor, de menos merecedores ou menos dignos de respeito por sua opção sexual.
Fobia que é considerado como um medo irracional de pessoas que andam em grupos para causar o mal e muitas vezes tirar até a vida de pessoas, pelo simples fato de gostar de alguém do mesmo sexo. Em muitos países, a homossexualidade leva a pena de morte, passou a ser um crime com multas e penas de prisão. Deveria ser também um crime o ato de pessoas que agridem e tiram a vida de homossexuais e lésbicas, e também qualquer outro tipo de preconceito que tentem manchar a sua integridade física e mental. Essa lei de punir pessoas que descriminam homossexuais e lésbicas não existe, pois os próprios membros do governo em nossos país tem esse preconceito por tanto se não existisse esse preconceito já era legalizado o casamento de pessoas do mesmo sexo em nosso país. Algumas denominações religiosas chegaram a abençoar casamentos homossexuais.
Várias religiões do mundo contêm ensinamentos anti-homossexuais, enquanto outras tem diferentes graus de neutralidade, ambivalência ou incorporam ensinamentos sobre os homossexuais como um terceiro gênero. Existem também as chamadas ‘’religiões queer’’ dedicadas a servir as necessidades espirituais das pessoas LQBTQI. A teologia ‘’queer’’ visa proporcionar um ponto contra a homofobia religiosa.
Há ainda o repúdio por motivos religiosos aos atos homossexuaius mas não necessariamente se manifestando de forma direta contra as pessoas homossexuais, entretanto, ativistas e defensores das causas LGBT em geral indicam que atitudes similares foram utilizadas no passado para justificar a xenofobia, o racismo e a escravidão.

Equipe: Scarlete Matos, Dayane Guimarães e Shayane Lopes.
Texto produzido por: Shayane Lopes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário